Comidas Típicas: Porto Alegre

Em meio aos ventos que atravessam a ruas gaúchas congelando os pampas diariamente, Porto, chamada assim por seus moradores, também mostra os seus requintes gastronômicos. Colonizada por alemães e italianos a capital gaúcha traz no seu cardápio a influência europeia, que foi sofrendo variações ao longo dos anos, chegando ao jeito gaúcho de ser que conhecemos hoje.

Seguindo a nossa Série de Comidas Típicas, recebemos sugestões de três pratos que melhor representam Porto Alegre.

.

Falaremos do Churrasco, prato mais tradicional que acompanha o gaúcho aos quatro cantos do Brasil. O Cachorro Quente que faz a cabeça dos mais jovens. E o típico Arroz Carreteiro, que agrada não só os moradores mas também os turistas.

Já diz o ditado popular: Gaúcho que se preza sabe preparar um bom churrasco!
Desafiamos você turista a passar pelas churrascarias gaúchas e não se deliciar com cada pedaço de carne servida.

Como Surgiu?

Você que está acostumado com a carne no espeto, preparada com facilidade e bem higienizada, saiba que nem sempre foi assim. E o churrasco que surgiu no Rio Grande do Sul no século XVII, passava longe desses requisitos. Numa época onde o estado do Sul era motivo de disputa entre Paulistas e Argentinos, o comércio da carne bovina não interessava muito e o que predominava era o consumo de couro e de sebo. O que não era vendido era consumido em grandes assados, em uma churrasqueira improvisada num buraco aberto no chão. Com o passar dos anos, das décadas, o consumo da carne foi tornando rotineiro até chegar aos dias atuais.

Como preparar?

Para preparar um bom churrasco não há muito o que ser feito. Basta cortar a carne em pedaços grandes, colocar em uma churrasqueira com fogo a lenha ou carvão. Conforme vai assando coloque o único tempero utilizado, o sal grosso, para que permaneça o gosto original da carne assada no calor da brasa.
Existem alguns segredos para um bom churrasco e já já voltamos com mais dicas!

Churrasco

Churrasco – Foto de Jonatas Dias

.

Nem todos sabem, mas o bom e velho Cachorro Quente, aquele pãozinho que contém uma salsicha dentro, é considerado pelos próprios gaúchos como um símbolo na cidade.

Como surgiu?

Veja que interessante, até o Cachorro Quente é influência direta dos colonizadores da cidade. Originário da Alemanha, o lanche nasceu em Frankfurt, em 1852. Não se tem a exatidão do surgimento do lanche no Sul, porém, é certo, que há tempos o Cachorro Quente é programa fundamental entre os amigos.

Algumas lanchonetes viraram referência na cidade por trazer o lanche como alternativa principal em seu cardápio. É o caso da Confeitaria Princesa, o Cachorro do Bigode, o Cachorro do R, Cachorro Quente do Rosário e o Cachorro Quente da República. Em média são produzidos cerca de 700 sanduíches por dia!

Como preparar?

O fundamental é ter um pão e uma salsicha, as variações são de acordo com o seu gosto. Veja, por exemplo, na Confeitaria Princesa é colocado um molho de tomate e mostarda caseira no lugar do purê e da batata palha, já no Cachorro R, em vez da salsicha há a opção de colocar duas lingüiças.
Existem algumas combinações que levam batata palha, cenoura e até ovo de codorna. Exatamente proporcional à sua fome.

Cachorro Quente

Cachorro Quente

.

Agora imagine, você está pela primeira vez no Sul e está prestes a comer aquele churrasco que acabou de sair, mas como é novato na cidade, fica em dúvida de qual alimento acompanhar nessa refeição, a dica é o Arroz Carreteiro, típicamente gaúcho. O arroz cabe como uma luva na hora de qualquer refeição. É simples e tem o jeito da cidade.

Como Surgiu?

O nome carreteiro não poderia ser mais sugestivo, é uma homenagem, aos transportadores de carga que circulavam em suas carretas puxadas por bois nas travessas do sul e cozinhavam a sua alimentação em panelas de ferro, numa mistura de charque picado com arroz. Assim nascia o Arroz Carreteiro. Para aqueles carreteiros era definitivamente unir o útil ao agradável, já que  a praticidade do prato combinava com a rotina levada por eles.

.
Como preparar?

Como todos os alimentos, ao passar do tempo, enfrentam muitas modificações, o arroz carreteiro não fugiu a regra. Em Porto Alegre usam-se os seguintes ingredientes: arroz, charque, cebola e Alho. Básico sem muitas firulas. Porém há opções que substituem o charque pela carne do churrasco.
Sabe aquele churrasco que preparamos no início do post?! Sobrou? Vamos aproveitar!

Arroz Carreteiro

Arroz Carreteiro

.
Ficou com vontade de comer alguns desses pratos?
Porto Alegre oferece muito mais! Aproveite para visitar a cidade, existem Hotéis em Porto Alegre que oferecem excelentes comidas dentro de suas instalações. E agora com o frio, conhecer a região pode ser interessante. Cidades como Gramado também são muito procuradas. Encontre passagens aéreas para Porto Alegre e aproveite!
.
Ou quem sabe a gente conta pra você como fazer um bom churrasco ai na sua casa?! Não esqueça de guardar alguns pedaços de carne para preparar um arroz carreteiro.
E o cachorro quente? bem, esse você precisa conhecer Porto Alegre!


.

0
Gostou do tema de hoje?
Envie os seus comentários
Você precisa estar logado para enviar comentários LOGIN
09-12-2014 muito bacana gostei!!
abraao moreira 21-05-2014 muito legal esse post ajudou muito!!
joana p 27-01-2012 amo o cachorro quente

Notas relacionadas